Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










11.8.03
 
Para quem leu as crônicas sobre a morte do presidente das organizações Globo, Roberto Marinho, vale esta observação:
Uma voz se fez ouvir na extensão de sua propriedade - a do articulista Roberto Pompeu de Toledo, em sua página Ensaio, que fecha a revista Veja, com ROSEBUD! Ele dosou como ninguém as virtudes e os pontos fracos da personalidade em foco com extraordinária capacidade de análise. O artigo está na Veja nº32.


--------------------------------------------------


Gente! A peça A MORTE DE UM CAIXEIRO VIAJANTE é muito boa. Os atores todos têm ótimo desempenho, mas não posso deixar de fazer uma referência especial à atuação de Marco Nanini. Grande Nanini! E, em pequeno papel, o ator convidado Francisco Milani deixa bem clara a marca de seu talento. Trata-se de uma crítica ao sonho americano, descrito por seu autor Henry Miller como ´uma história de amor entre um homem e seu filho e, de um modo louco, entre ambos e a América`.


---------------------------------------------------


-Você sabia?

que o Kazaa mantém-se na frente entre os softwares de P2P? . De acordo com seu fabricante, já teve 120 milhões de downloads feitos, e a contagem não pára de crescer;

que o Internet Explorer 6 SP1 é o browser mais popular da rede? A empresa holandesa OneStat.com calcula que ele é usado por 95% dos internautas dos quais mais de 50% já têm a versão 6.

que o Google, com 3 bilhões de páginas indexadas, é o número1 no ranking da Nielsen/NetRatings, que atribui a ele 29% da audiência dos sites de busca?


-------------------------------------------------


Eu, pensando...
Há um mundo real e um mundo ideal. O equilíbrio entre eles é o segredo de uma vida sem tantos tropeços. Tirar de um o que é impossível encontrar no outro, viver e sonhar - eis a fórmula de se estar sempre bem com a vida.


-----------------------------------------------------


Palavras de poeta pra vocês:


´Admira a lua, sonha com ela, mas não queiras trazê-la para a terra.

Curte o sol, deixa-te acariciar por ele, mas lembra-te que o seu calor é para todos.

Sonha com as estrelas, apenas sonha, elas só podem brilhar no céu.

Não tentes deter o vento, ele precisa correr por toda parte,

ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.

Não apares a chuva, ela quer cair e molhar muitos rostos, não pode molhar só o teu.

As lágrimas?

Não as seques, elas precisam correr na minha, na tua, em todas as faces.

O sorriso!

Esse tu deves segurar, não o deixes ir embora, agarra-o!

Quem tu amas ?

Guarda dentro de um porta jóias, tranca, perde a chave!

Quem tu amas é a maior jóia que tu possuis, a mais valiosa.

Não importa se a estação do ano muda, se o século vira e se o milênio é outro, se a idade aumenta;

Conserva a vontade de viver; não se chega a parte alguma sem ela.

Abre todas as janelas que encontrar e as portas também.

Persegue um sonho, mas não deixes que ele viva sozinho.

Alimenta tua alma com amor, cura tuas feridas com carinho.

Descobre-te todos os dias, deixa-te levar pelas vontades, mas não enlouqueças por elas.

Procura... sempre procura o fim de uma história, seja ela qual for.

Dá um sorriso para quem esqueceu como se faz isso.

Acelera teus pensamentos, mas não permitas que eles te consumam.

Olha para o lado, alguém precisa de ti.

Abastece teu coração de fé; não a percas nunca.

Mergulha de cabeça nos teus desejos e satisfaze-os.

Agoniza de dor por um amigo, só saias dessa agonia se conseguires tirá-lo também.

Procura os teus caminhos, mas não magoes ninguém nessa procura.

Arrepende-te, volta atrás, pede perdão!

Não te acostumes com o que não te faz feliz, revolta-te quando julgares necessário.

Alaga teu coração de esperanças, mas não deixes que ele se afogue nelas.

Se achares que precisas voltar, volta!

Se perceberes que precisas seguir, segue!

Se estiver tudo errado, começa novamente.

Se estiver tudo certo, continua.

Se sentires saudades, mata-as.

Se perderes um amor, não te percas!

Se o achares... segura-o!

Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala. O mais é nada.´



Fernando Pessoa



Poético, belo, sedutor!
Até mais.






publicado por Magaly Magalhães às 10:17 PM
Comments:
<$BlogCommentBody$>
<$BlogCommentDeleteIcon$> (0) comments
Postar um comentário