Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










30.8.03
 
Nunca é demais ler Vinicius...


PRA VIVER UM GRANDE AMOR

Vinicius de Moraes

Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso,
muita seriedade e pouco riso - para viver um grande amor.
Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher;
pois ser de muitas, pôxa! é de colher... - não tem nenhum valor.
Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro
e ser de sua dama por inteiro - seja lá como for.
Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se
a mulher amada e postar-se fora com uma espada - para viver um grande amor.
Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o "velho amigo",
que porque é só, vos quer sempre consigo para iludir o grande amor.
É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado,
pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.
Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade
de que não existe amor sem fieldade - para viver um grande amor.
Pois quem trai seu amor por vaidade é um desconhecedor da liberdade,
dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.
Para viver um grande amor, ‘il faut’ além de fiel, ser bem conhecedor
de arte culinária e de judô - para viver um grande amor.
Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito,
É preciso também Ter muito peito - peito de remador. É preciso olhar sempre
a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também,
amortalhada no seu finado amor.
É necessário Ter em vista um crédito de rosas no florista - muito mais,
muito mais que na modista! - para aprazer ao grande amor.
Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor,
de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...
Conta ponto a favor saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarão, sopinha,
molhos, strogonoffs - comidinhas para depois do amor.
E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor
uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor ?
Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto
e até ser, se possível, um só defunto - pra não morrer de dor. É preciso
um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente,
pois qualquer ‘baixo’ seu, a amada sente - e esfria um pouco o amor.
Há que ser bem cortês sem cortesia: doce e conciliador sem covardia;
saber ganhar dinheiro com poesia - para viver um grande amor.
É preciso saber tomar uísque ( com mau bebedor nunca se arrisque! )
e ser impermeável ao diz-que-diz-que - que não quer nada com o amor.
Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva obscura e desvairada
não se soube achar a bem-amada - para viver um grande amor.



CONSELHO

Fernando Pessoa


Cerca de grandes muros quem te sonhas.
Depois, onde é visível o jardim
Através do portão de grade dada,
Pôe quantas flores são as mais risonhas,
Para que te conheçam só assim.
Onde ninguém o vir não ponhas nada.

Faze canteiros como os que outros têm,
Onde os olhares possam entrever
O teu jardim como lho vais mostrar.
Mas onde és teu, e nunca o vê ninguém,
Deixa as flores que vêm do chão crescer
E deixa as ervas naturais medrar.


Faze de ti um duplo ser guardado;
E que ninguém, que veja e fite, possa
Saber mais que um jardim de quem tu és -
Um jardim ostensivo e reservado,
Por trás do qual a flor nativa roça
A erva tão pobre que nem tu a vês...



DESENCANTO


Eu faço versos como quem chora
De desalento... de desencanto...
Fecha o meu livro, se por agora
Não tens motivo nenhum de pranto.

Meu verso é sangue. Volúpia ardente...
Tristeza esparsa... remorso vão...
Dói-me nas veias. Amargo e quente,
Cai, gota a gota, do coração.

E nestes versos de angústia rouca
Assim dos lábios a vida corre,
Deixando um acre sabor na boca.
- Eu faço versos como quem morre.

Manoel Bandeira


Nunca é demais ler Pessoa...Bandeira...
Somos felizes, podemos ler os grandes..









publicado por Magaly Magalhães às 1:25 AM
24.8.03
 
Ando meio omissa. Perdas lamentáveis ficaram sem registro. A mais recente e chocante por não ter sido natural, a de Sérgio Vieira de Mello, homem lúcido e competente que lutou para implantar a ordem e a paz em todas as missões que cumpriu com brio e destemor. Na situação atual, a reação dos iraquianos à ocupação do país chegou a um ponto de radicalização tal que levou os terroristas a atacarem a única instituição - a ONU - que, desde o princípio, lutou, primeiro, contra a guerra e, em seguida, pela devolução do território aos cidadãos locais. Estava lá o nosso homem em pleno esforço para institucionalizar a presença da organização como força moderadora e foi vitimado. O Brasil perdeu um intermediador como poucos.
Outra morte sentida, a do poeta, ensaísta, tradutor e crítico literário Haroldo de Campos, cuja obra poética estava intimamente ligada ao movimento concretista. Era um temperamento solitário, um indivíduo íntegro de atitudes e intenções. Foi o fundador, junto com o irmão Augusto de Campos e o amigo Décio Pignatari, do ´movimento de poesia concreta, que rompia com as formas tradicionais e discursivas dos versos e valorizava os aspectos visuais e sonoros´.
Mais outra perda, agora, na música. Foi-se o Paulo Nogueira, compositor de primeira categoria, instrumentista extraordinário, o Paulinho Nogueira da bela ´Bachianinha nº1´. Deixou uma grande lacuna no meio musical.


Post triste, é verdade, mas dentro da nossa realidade. O homem não encara a morte com naturalidade. Nossa finitude é
realmente um limite intransponível; não somos preparados para lidar com a inexorabilidade da morte.


Homenagem:

POLIFEMO CONTEMPLA GALATÉIA


o ouro se encorpa:

coxa bruna
flexuoso encurvar-se de um joelho
de brunido metal dulcificado

o ouro chove:

em pó pelos cabelos
por brilhos dispersivos enturvando-se
de seu castanho-louro pôr-de-sol

a outra: a gruta insinuada
que um tecido - seda breve - esconde
e sob crespo tosão ensolarado
mais se oculta - a gruta onde a sereia
essa - a coralina boca dragonária -
quem a pudera escrever?

cerrada em sua legenda áurea
intacta guarda-se
e defere o decifrá-la
ao lanceolado desejo
(que no inócuo papel a pena agora
apenas
extrema e silencia)

HAROLDO CAMPOS



Até outro dia. O clima é de oração pelos que se foram. Façamos a nossa parte.



publicado por Magaly Magalhães às 2:58 AM
18.8.03
 
Vamos nos divertir um pouco?


HISTORINHA LIGEIRA

O pai sai um pouco tarde do trabalho, e a caminho de sua casa, lembra-se de que
é o aniversário de sua filha e que ainda não havia comprado seu presente.
Ele pára seu carro diante de uma loja de brinquedos, entra e pergunta à
vendedora:
Quanto custa a Barbie que está na vitrine ?
De uma forma educada a vendedora responde:
Qual Barbie? Pois nós temos:
* Barbie vai à academia por R$ 19,95
* Barbie joga vôlei por R$ 19,95
* Barbie vai às compras por R$ 19,95
* Barbie vai à praia por R$ 19,95
* Barbie vai dançar por R$ 19,95
* Barbie divorciada por R$ 265,95.
José Carlos, assombrado, pergunta:
Por que a Barbie divorciada custa R$ 265,95 enquanto as outras custam
apenas R$19,95?
A vendedora responde:
Senhor, a Barbie divorciada vem com :
* O carro do Bob,
* A casa do Bob,
* A lancha do Bob,
* O trailer do B ob,
* Os móveis do Bob,
* O celular do Bob...


Mais uma:


CONCEITO DE CRÉDITO E DÉBITO


PARA QUEM NÃO SUPORTA OU NÃO ENTENDE NADA DE CONTABILIDADE, VOU EXPLICAR MAIS OU MENOS COMO FUNCIONA A CONTABILIDADE DE UM JEITINHO DIFERENTE:

A solteira é.........................Crédito

A casada é. ........................Débito

A cunhada é............ ............Previsão para devedores duvidosos

A bonita é...................... ....Lançamento Certo

A feia é........................ ....Estorno

A feia e rica é......................Conta de Compensação

A bonita e rica é....................Lucro certo

A ex-namorada é........... .........Saldo de exercícios anteriores

A namorada é.........................Resultado de exercício futuro

A noiva é............................Reserva legal

A esposa é...........................Capital Integralizado

A vizinha é..........................Ações de outras companhias

A amante é...........................Empresa coligada

As que fazem operações plásticas.....Obras e benfeitorias

As gestantes são.....................Obras em andamento

As que dão bola são..................Incentivos recebidos

As que não são viúvas, casadas ou solteiras são........Contas a classificar

As que muito namoram e não se casam são........Saldo a disposição da assembléia

As que são surpreendidas em flagrante são......Passivo a descoberto

A sogra pode ser classificada em duas rubricas: PREJUÍZO ACUMULADO ou CONTAS A PAGAR.



Para terminar esta horinha de relaxamento de tensões, digamos com Manuel Bandeira


BOCA DE FORNO

Cara de cobra,
Cobra!
Olhos de louco,
Louca!

Testa insensata
Nariz Capeto
Cós do Capeta
Donzela rouca
Porta-estandarte
Jóia boneca
De maracatu!

Pelo teu retrato
Pela tua cinta
Pela tua carta
Ah totô meu santo
Eh Abalualê
Inhansã boneca
De maracatu!

No fundo do mar
Há tanto tesouro!
No fundo do céu
Há tanto suspiro!
No meu coração
Tanto desespero!

Ah totô meu pai
Quero me rasgar
Quero me perder!

Cara de cobra,
Cobra!
Olhos de louco,
Louca!
Cussaruim boneca
De maracatu!


Até o próximo encontro

publicado por Magaly Magalhães às 9:05 PM
14.8.03
 
Para vocês, leitores amigos, a lira suavíssima de lusitana voz:

SOL POENTE

Tardinha...´Ave-Maria, Mãe de Deus...´
E reza a voz dos sinos e das noras...
O sol que morre tem clarões d´auroras,
Águia que bate as asas pelos céus!

Horas que têm a cor dos olhos teus...
Horas evocadoras d´outras horas...
Lembranças de fantásticos outroras,
De sonhos que não tenho e que eram meus!

Horas em que as saudades, p´las estradas,
Inclinam as cabeças mart´rizadas
E ficam pensativas...meditando...

Morrem as verbenas silenciosamente...
E o rubro sol da tua boca ardente
Vai-me a pálida boca desfolhando...

FLORBELA ESPANCA








publicado por Magaly Magalhães às 11:52 PM
11.8.03
 
Para quem leu as crônicas sobre a morte do presidente das organizações Globo, Roberto Marinho, vale esta observação:
Uma voz se fez ouvir na extensão de sua propriedade - a do articulista Roberto Pompeu de Toledo, em sua página Ensaio, que fecha a revista Veja, com ROSEBUD! Ele dosou como ninguém as virtudes e os pontos fracos da personalidade em foco com extraordinária capacidade de análise. O artigo está na Veja nº32.


--------------------------------------------------


Gente! A peça A MORTE DE UM CAIXEIRO VIAJANTE é muito boa. Os atores todos têm ótimo desempenho, mas não posso deixar de fazer uma referência especial à atuação de Marco Nanini. Grande Nanini! E, em pequeno papel, o ator convidado Francisco Milani deixa bem clara a marca de seu talento. Trata-se de uma crítica ao sonho americano, descrito por seu autor Henry Miller como ´uma história de amor entre um homem e seu filho e, de um modo louco, entre ambos e a América`.


---------------------------------------------------


-Você sabia?

que o Kazaa mantém-se na frente entre os softwares de P2P? . De acordo com seu fabricante, já teve 120 milhões de downloads feitos, e a contagem não pára de crescer;

que o Internet Explorer 6 SP1 é o browser mais popular da rede? A empresa holandesa OneStat.com calcula que ele é usado por 95% dos internautas dos quais mais de 50% já têm a versão 6.

que o Google, com 3 bilhões de páginas indexadas, é o número1 no ranking da Nielsen/NetRatings, que atribui a ele 29% da audiência dos sites de busca?


-------------------------------------------------


Eu, pensando...
Há um mundo real e um mundo ideal. O equilíbrio entre eles é o segredo de uma vida sem tantos tropeços. Tirar de um o que é impossível encontrar no outro, viver e sonhar - eis a fórmula de se estar sempre bem com a vida.


-----------------------------------------------------


Palavras de poeta pra vocês:


´Admira a lua, sonha com ela, mas não queiras trazê-la para a terra.

Curte o sol, deixa-te acariciar por ele, mas lembra-te que o seu calor é para todos.

Sonha com as estrelas, apenas sonha, elas só podem brilhar no céu.

Não tentes deter o vento, ele precisa correr por toda parte,

ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.

Não apares a chuva, ela quer cair e molhar muitos rostos, não pode molhar só o teu.

As lágrimas?

Não as seques, elas precisam correr na minha, na tua, em todas as faces.

O sorriso!

Esse tu deves segurar, não o deixes ir embora, agarra-o!

Quem tu amas ?

Guarda dentro de um porta jóias, tranca, perde a chave!

Quem tu amas é a maior jóia que tu possuis, a mais valiosa.

Não importa se a estação do ano muda, se o século vira e se o milênio é outro, se a idade aumenta;

Conserva a vontade de viver; não se chega a parte alguma sem ela.

Abre todas as janelas que encontrar e as portas também.

Persegue um sonho, mas não deixes que ele viva sozinho.

Alimenta tua alma com amor, cura tuas feridas com carinho.

Descobre-te todos os dias, deixa-te levar pelas vontades, mas não enlouqueças por elas.

Procura... sempre procura o fim de uma história, seja ela qual for.

Dá um sorriso para quem esqueceu como se faz isso.

Acelera teus pensamentos, mas não permitas que eles te consumam.

Olha para o lado, alguém precisa de ti.

Abastece teu coração de fé; não a percas nunca.

Mergulha de cabeça nos teus desejos e satisfaze-os.

Agoniza de dor por um amigo, só saias dessa agonia se conseguires tirá-lo também.

Procura os teus caminhos, mas não magoes ninguém nessa procura.

Arrepende-te, volta atrás, pede perdão!

Não te acostumes com o que não te faz feliz, revolta-te quando julgares necessário.

Alaga teu coração de esperanças, mas não deixes que ele se afogue nelas.

Se achares que precisas voltar, volta!

Se perceberes que precisas seguir, segue!

Se estiver tudo errado, começa novamente.

Se estiver tudo certo, continua.

Se sentires saudades, mata-as.

Se perderes um amor, não te percas!

Se o achares... segura-o!

Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala. O mais é nada.´



Fernando Pessoa



Poético, belo, sedutor!
Até mais.






publicado por Magaly Magalhães às 10:17 PM
10.8.03
 
Meu abraço a todos os pais no dia de hoje. Contato rápido por necessidade de honrar compromissos. Volto em breve para uma conversa mais despreocupada. Com vocês, para aliviar a secura e urgência de minha passagem hoje aqui, este lindo poema :

CRIE UM SONHO
Juanina Ribeiro


Crie um sonho para você

Sonhe esse sonho

Inspire, inspire-se

Expire, expresse esse sonho,
seu dom, sua arte

Doe esse sonho para o mundo

Nasça, cresça, floresça, frutifique,
ame, ria, chore, transmute

Vá com equilíbrio ao Palácio da Sabedoria

Seja você o seu sonho, sua arte,
seja Deus em ação, em criação, em movimento

Deixe-se fluir como o éter - entregue-se

Salte para o Tudo/Nada que é a Vida

Saiba, Possa, Ouse, Cale

Ou deixe a sua criança interior fazê-lo por você

Seja você mesmo

Seja feliz



Sejamos todos felizes. Festejemos todos os pais no dia de hoje.

publicado por Magaly Magalhães às 6:05 PM
2.8.03
 
Aqui, não está fácil viver!


VOU-ME EMBORA PRA PASÁRGADA

Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei
Lá tenho a mulher que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada

Vou-me embora pra Pasárgada
Aqui eu não sou feliz
Lá a existência é uma aventura
De tal modo inconseqüente
Que Joana a Louca de Espanha
Rainha e falsa demente
Vem a ser contraparente
Da nora que nunca tive

E como farei ginástica
Andarei de bicicleta
Montarei em burro brabo
Subirei no pau-de-sebo
Tomarei banhos de mar!
E quando estiver cansado
Deito na beira do rio
Mando chamar a mãe d´água
Pra me contar as histórias
que no tempo de eu menino
Rosa vinha me contar
Vou-me embora pra Pasárgada

Em Pasárgada tem tudo
É outra civilização
Tem um processo seguro
De impedir a concepção
Tem telefone automático
Tem alcalóide à vontade
Tem prostitutas bonitas
Para a gente namorar

E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
- Lá sou amigo do rei -
Terei a mulher que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada.



Vamos todos pra Pasárgada...?

Li em algum lugar que este poema, um dos mais conhecidos da obra de Bandeira,parece ter sido o que mais demorou para ser feito.
Pasárgada - a primeira vez que o poeta viu a palavra Pasárgada foi aos dezesseis anos em um autor grego.


Característica de Manuel Bandeira:´Nos momentos mais inesperados faz o leitor chocar-se bruscamente contra a realidade ou atentar para um detalhe do real nunca antes percebido.´


Até outra hora.


publicado por Magaly Magalhães às 1:32 AM