Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










24.10.03
 
Trago aqui hoje, à revelia do companheiro Dudi Maia Rosa, um de seus trabalhos. Quero homenageá-lo. A mensagem que me enviou sobre o passamento de meu filho me deixou comovida. O verde de sua obra é a esperança de minha paz interna.


Eu, pensando...
A palavra de ordem agora é vida normal - assuntos correntes a comentar, histórias novas a contar ou histórias velhas a resgatar, acontecimentos inesperados, situações inusitadas, assuntos da vida comum, nossos medos, a banalização da violência, o nosso tédio diante das dificuldades de reação a esse estado de coisas.

Jabor, na crônica de terça-feira de O Globo, Segundo Caderno, é que fez o alerta certo: ´Tinha de haver um grande movimento de denúncia e combate da sordidez da indústria cultural, da exploração das superstições, dos horrores culturais que vemos nas televisões. Como? não sei; mas não podemos continuar aceitando tudo, num conformismo cínico e individualista.´


Hum! estão mais bonitos do que nunca os três movimentos de ´Patética´, a sonata
nº 8 em dó menor, op. 13, de Beethoven. Sou fascinada por esta sonata como também por ´Appassionata´, nº 23, em fá menor, op.57. Não sei definir qual a mais
vibrante. No piano de Arthur Moreira Lima. Meu instrumento predileto - o piano.
Quem me vê falar assim, pensa que entendo de música. Amo, adoro ouvir música, mas é tudo. Só sei que minha alma fica leve e consigo enxergar o lado positivo das coisas da vida. A boa música é um sopro divino.


Resgatando Manuel Bandeira, deixo vocês hoje com

´O GRILO´

Grilo, toca aí um som de flauta.
- De flauta? Você me acha com cara de flautista?
- A flauta é um belo instrumento, não gosta?
- Troppo dolce!

publicado por Magaly Magalhães às 1:11 AM