Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










2.11.03
 
Gostei da crônica de Affonso Romano de Sant´anna no Prosa e Verso do penúltimo sábado (18/10/2003). Ele fala sobre o valor da poesia no mercado, o qual na opinião dos editores é nenhum, e na sua espantosa surpresa ao ver a poesia encenada e endeusada em plena paisagem urbana de ´´aço e vidro´´da moderna cidade alemã, onde acontece a Feira de Livros de Frankfurt, centro predominantemente voltado para altos negócios e elevadas cifras.
A ´´Noite dos 1001 Poemas´´ aconteceu num auditório instalado no meio dos estandes, onde oito poetas convidados, dos mais diferentes pontos do universo, leram seus poemas, responderam a uma série de perguntas sobre sua vida e obra e assistiram a atores alemães fazendo a leitura de mais poemas de cada um deles.
Cinco horas corridas de poesia, ouvidas por curiosos e admiradores desta mágica linguagem que, mesmo falada em línguas estranhas, conseguiu estabelecer uma ´imponderável comunicação´ no ambiente.
Daí concluir nosso cronista que ´´a poesia como a arte não morre nunca, porque mais que um gênero literário é uma função da mente humana. E algumas, não poucas, mas milhões e milhões de pessoas têm necessidade de poesia como uma segunda língua.´´
Finalizando sua crônica, repete uma reinvenção sua das leis naturais de Lavoisier:
´´ Na poesia nada se perde
Na poesia o nada se cria
E o nada se transforma´´.


A Idade dos Blogueiros

Faixa etária dos 4,1 milhões de usuários de blogs no mundo
13 a 19 anos - 51,5 %
20 – 29 anos - 39,6 %
30 – 39 anos - 5,8 %
10 – 12 anos - 1,3 %
40 – 49 anos - 1,1 %
50 – 59 anos - 0,4 %
60 – 69 anos - 0,3 %

Fonte: Perseus Development Corporation. (Informação colhida na revista Info Exame,
nº 212 de novembro/2003).

Viram só? Não me incluíram nesta estatística. Não gostei!!!!!!!!!!!!

A poesia da vez: (apanhada no Subrosa da Meg)
POESIA

olho muito tempo o corpo de um poema
até perder de vista o que não seja corpo
e sentir dentre os dentes
um filete de sangue
nas gengivas
Incompleta - Organização: Armando
Freitas Filho e Heloisa Buarque de Hollanda
Editora Aeroplano

Homenagem à artista gaúcha Flávia, minha cara amiga de blog:




publicado por Magaly Magalhães às 9:35 PM
Comments:
<$BlogCommentBody$>
<$BlogCommentDeleteIcon$> (0) comments
Postar um comentário