Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










4.12.03
 





Voltemos aos pequenos contos do Concurso Narrativas Breves Haroldo Mahanhão, iniciativa feliz de Meg, do SubRosa, como todos já sabem.
O autor da vez apresenta-se com o pseudônimo de Ovídio Dantelli. Concorreu com três narrativas, classificou as três e colocou-se com uma delas como semifinalista.
Trata-se de um dos autores de blog dos mais competentes e com incursões em literatura. Muito lido e reconhecido pela maioria dos blogueiros.

Vou transcrever a mais festejada das três narrativas de Ovídio, de acordo com os comentáriios já feitos no Imagens & Palavras.

GOIABA EM CALDA

Altamiro, nascido em Rondonópolis, chegou a funcionário da NASA. Departamento de Rastreamento Molecular dos Corpos Celestes, para orgulho da vó Nitinha, que até hoje envia a insuperável goiaba em calda à sede da instituição, no Texas. O problema é que Altamiro, workaholic, descobriu que a fusão nuclear do hidrogênio do Sol, o principal combustível do astro e previsto para acabar daqui a cinco bilhões de anos, só tem gás para mais cinqüenta anos. Perguntando com muito jeitinho ao chefe do departamento o porquê da malversação da informação, Altamiro ouviu o clichê de filme B: ?Evitar o pânico da população?. Indignado, Altamiro preparou um dossiê completo sobre a situação do astro-rei e o iminente colapso do sistema solar, para distribuir às autoridades constituídas e à imprensa (?brasileira, que seja?). ?Vão querer me matar, mas vale a causa?, disse ele aos botões de seu jaleco. Mas quando chegou o pote mensal de goiaba em calda, Altamiro, vendo as fatias vermelhinhas à contraluz, pensou ?Espera aí?. Neste momento ele observa o dossiê ser fatiado pelo triturador de papel.


Gostusura, hein? Como goiaba em calda de verdade!

Com a amostragem, está feito o convite. Vão ao Imagens & Palavras, leiam os outros dois trabalhos de Ovídio e façam sua escolha deixando um pequeno comentário, sem
maiores preocupações de acerto. Tudo é válido quando feito com espírito aberto .


@@@@@@@@@@@@@@


À Fal, meu abraço pelo sucesso de suas interessantíssimas histórias que brilharam perante o júri do concurso. Sob o pseudônimo de Marly, Fal agradou em cheio.
Parabéns!


@@@@@@@@@@@@@@@@


Meg, a autora deste movimento, tem realmente motivos de sentir-se ufana e muito feliz. E já está gerando novas idéias... Que bom!









publicado por Magaly Magalhães às 10:49 PM
Comments:
<$BlogCommentBody$>
<$BlogCommentDeleteIcon$> (0) comments
Postar um comentário