Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










20.5.04
 


Souberam desta?

Agência Estado - 07:02 - 05/05/2004
França quer cobrar direito autoral pela imagem do Cristo Redentor

Fórum: você concorda com o pedido da família francesa?

A Sociedade de Autores e Compositores Dramáticos da França quer cobrar os direitos autorais pela utilização da imagem do Cristo Redentor. O pedido, encaminhado à Sociedade Brasileira de Autores (SBAT), foi feito em nome da família do artista Paul Landowiski, responsável pela execução da escultura.
A informação é do vice-presidente da SBAT, Bemvindo Sequeira. "A lei brasileira impede o pagamento, porque depois de 15 anos em logradouro público, a obra se torna domínio público. Os franceses são tão organizados que estão pedindo o pagamento dos direitos autorais. Isso tudo teria que ser feito desde 1932", explicou Sequeira.
Para ele, essa é uma prova de que a questão do direito autoral é levada com seriedade em outros países.

http://noticias.aol.com.br/geral/fornecedores/age/2004/05/05/0001.adp


E desta?

Mulher encontra violoncelo Stradivarius de US$ 3,5 milhões no lixo
Um violoncelo Stradivarius avaliado em US$ 3,5 milhões foi encontrado numa lixeira após ter sido roubado da casa de um músico da Filarmônia de Los Angeles. A informação foi divulgada nesta terça-feira pela polícia local.

O instrumento, de 320 anos, um dos únicos 60 fabricados por Antonio Stradivari, quase foi transformado em um porta-CDs.

O violoncelo foi roubado da varanda da casa do músico no mês passado e encontrado três dias depois numa lata de lixo de uma rua de Los Angeles por uma mulher. Ela resgatou o precioso instrumento e o levou para casa, onde perguntou ao namorado se faria reparos nele para transformá-lo num porta-CDs personalizado.

"Graças a Deus meu namorado não trabalha rapidamente nas minhas coisas", disse a moça, segundo seu advogado, Ron Hoffman, após descobrir que o instrumento tinha sido roubado.

O editor do UOL Tablóide já encontrou muitas coisas no lixo. Bilhetes de loteria (que não foram premiados), guitarras Ao Rei dos Violões sem cordas e sem valor, revistas "Playboy" com as páginas arrancadas, times de botão incompletos do Flamengo...

8/05/2004
http://notícias.uol.com.br/tablóide/tabloideanas


Trago-lhes essas notícias para descansarmos um pouco dos intermináveis registros de atentados e morticínios por esse mundo-de-deus. Que coisa asfixiante! A intolerância, a agressividade, a ganância tomaram conta do mundo e só se ouve falar em sangue, morte, extermínio. Quando o homem vai perceber que tem uma missão na terra e tem que se render ao sentimento de amor, proclamar a paz?


Vamos terminar com

CODA

De Salgado Maranhão
A Ferreira Gullar/Sol Sangüíneo

Agora que cantar é flor
de lavas, lides
e o sol sangüíneo raia
nosso cais,
uma foz de lábios
nos incesta ao arbítrio
antes que rapinas raptem
nosso último grão de víscera.

Cantar como as pedras rolam
cantar como o sangue cinge
os dígitos do amor mensurável.

Radical amanhece
A ramagem de incêndios
sobre as vinhas.

Do sublime à barbárie,
eis que o destino inscreve-se
nos dentes.

Transidos recolhemos a penugem
do sol
e o silêncio
em riste.

No ermo de ter-se sem se pertencer
só o impermanente permanece.

publicado por Magaly Magalhães às 12:19 AM
Comments:
<$BlogCommentBody$>
<$BlogCommentDeleteIcon$> (0) comments
Postar um comentário