Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










12.5.04
 

Tela a óleo de Lêda Yara Motta Mello


"Pedra na pedra, o homem onde estava? Ar dentro do ar, o homem onde estava? Tempo no tempo, o homem onde estava?"
(Pablo Neruda, CANTO GERAL)


Vocês sabem que o dia 21 de março é o Dia Mundial da Poesia? A UNESCO (United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization) mantém um site onde estão registrados eventos como festivais, prêmios; revistas em circulação; instituições existentes em funcionamento; e ainda sites de internet no mundo. Os que se interessarem pelo assunto cliquem aqui.

Vocês vão ver a posição do Brasil nas categorias acima mencionadas. Entre as instituições ali inseridas, está o simpático grupo Palavreiros, fundado em 1999, na cidade de Diadema, São Paulo/Brasil.
Na edição deste ano, Palavreiros -portal brasileiro de literatura,
homenageia Pablo Neruda pelo centenário de seu nascimento.
Trata-se , na realidade, de um festival livre de poesia, sem característica de concurso, com a participação de 1.000 poetas de 37 países. É o 3º festival de Palavreiros comemorando o Dia Mundial da Poesia pela união dos povos através da poesia.

Leda Yara Motta Mello, que, de vez em quando, empresta seu brilho a estes posts, é uma das poetas do grupo Palavreiros. Neste portal, clicando em Brasil/Alagoas, vocês encontrarão alguns de seus poemas, entre os quais o que lhes deixo agora:

ONDE ESTAVAS?

Não estiveste quando a primavera
Sorriu na haste da primeira flor.
Também não estavas quando o frio inverno
Pediu em mim o sol do teu calor.

Veio o verão banhado de alegria
Não aqueceste o meu coração.
Na solidão do outono vi a nostalgia
Das folhas mortas, soltas pelo chão.

Sozinha vi o brilho do luar,
Contei estrelas, contemplei o mar,
Andei caminhos das minhas verdades...

Não partilhaste a luz do arrebol
Não estiveste em cada pôr de sol
Que permanece a hora das saudades.

Do livro Meus Sonhos



De Neruda, como extensão da homenagem:

ANTES

ANTES de amar-te, amor, nada era meu:
vacilei pelas ruas e as coisas:
nada contava nem tinha nome:
o mundo era do ar que esperava.

E conheci salões cinzentos,
túneis habitados pela lua,
hangares cruéis que se despediam,
perguntas que insistiam na areia.

Tudo estava vazio, morro e mundo,
caído, abandonado e decaído,
tudo era inalienavelmente alheio,

tudo era dos outros e de ninguém,
até que tua beleza e tua pobreza
de dádivas encheram o outono.

publicado por Magaly Magalhães às 6:58 PM
Comments:
<$BlogCommentBody$>
<$BlogCommentDeleteIcon$> (0) comments
Postar um comentário