Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










26.1.05
 
De Ismael Nery
ETERNIDADE
http://www.pinturasbrasileiras.com


Janeiro terminando, muita coisa sucedendo, dificuldade de dar conta de tudo que acontece.
Notícia boa é podermos contar com o renomado antropólogo Roberto DaMatta como colunista de O Globo, toda quarta-feira. O artigo de hoje versa sobre o sofrimento e traz de volta o sentimento de incompreensão diante da recente tragédia asiática. Partem daí considerações sobre o mal sustentado sentimento da finitude humana que leva o homem a esperar a continuidade da vida noutro plano, quiçá num mundo de lógica e justiça.
Vale a pena uma leitura atenta.


Ainda bem que há, de vez em quando, situações prazerosas que nos distraem momentaneamente dos problemas mais sérios ou superiores à nossa humana compreensão.
Meu caso agora: acabei de ler o livro da Claudia Letti que representou uma pausa em minhas ansiedades. Leitura agradável em estilo leve, Onde não se responde me deixou uma sensação gostosa.
Poemas breves muito bem colocados, humor sutil, ironia insinuada, essa menina Claudia sabe onde pisa quando rima.
Há os posts e não podiam ser mais bem escolhidos. Alegres, desenvoltos, ora reflexivos, negativos nunca, mostram bem a personalidade rica e vibrante de sua autora.
Isso para não falar das crônicas, belo registro de impressões verdadeiras sobre o cotidiano (o próprio e o do próximo), exibindo atilada capacidade de percepção e de análise crítica.
Obrigada, Claudia, pelos momentos de pura satisfação que me ofereceu.


Ainda há espaço e tempo para uma homenagem. A quem? Vamos adivinhar? Algumas características:
incansável no afã de ´promover cultura´ (roubando a expressão de alguém que assim se manifestou ultimamente);
pródiga em idéias que mexem com a capacidade de criação dos que se deixam envolver (e não são poucos);
infatigável em seus gestos de assistência intelectual a todos indiscriminadamente;
alegre, festiva, desprendida, amável, carinhosa.
Quem é?


LES PAS

Tes pas, enfants de mon silence,
Saintement, lentement placés,
Vers le lit de ma vigilance
Procèdent muets et glacés.

Personne pure, ombre divine,
Qu'ils sont doux, tes pas retenus !
Dieux !... tous les dons que je devine
Viennent à moi sur ces pieds nus !

Si, de tes lèvres avancées,
Tu prépares pour l'apaiser,
A l'habitant de mes pensées
La nourriture d'un baiser,

Ne hâte pas cet acte tendre,
Douceur d'être et de n'être pas,
Car j'ai vécu de vous attendre,
Et mon coeur n'était que vos pas.

Paul Valery

http://kalin.lm.com


publicado por Magaly Magalhães às 11:50 PM
Comments:
<$BlogCommentBody$>
<$BlogCommentDeleteIcon$> (0) comments
Postar um comentário