Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










13.10.05
 


Renegade Delirium de Julie Mehretu
http://pphp.uol.com.br/



TROVAS II

Alô, alô, leitores queridos, participantes do concurso de trovas ou apenas espectadores da competição, saudações especiais pela alegria que tenho em dar procedimento à fase final de nossa brincadeira. Faremos a partir da próxima semana a avaliação que irá apontar as trovas vencedoras. Serão contemplados os autores das quatro (4) primeiras trovas mais votadas e, para isso, peço a contribuição dos blogueiros em geral. Por meio do sistema de Comentários do eupensando ou utilizando o e-mail posto lá à disposição, enviem seu voto para a melhor trova apresentada.

Segue-se a relação das trovas em concurso, respeitando-se a ordem de chegada:

Gosto muito de teus olhos
Porém gosto mais dos meus
Pois se não fossem os meus olhos
Eu não veria os teus. (Meg)

Os ventos da primavera
Sopram pelo meu jardim
São os mesmos ventos que abrem
As flores dentro de mim. (Thata)

Borboleta, andorinha,
Folha, estrela, lagarto.
Nenhum movimento escapa
Aos espertos olhos do gato. (Thata)

Subi ao topo do monte
Sem prestar muita atenção
Ao amigo que repetia:
- "Olhos atentos, pés no chão". (Cláudio Rúbio)

No topo não estavam meus sonhos
A escalada fora em vão
Quis descer, mas qual o caminho?
- "Olhos atentos, pés no chão". (Cláudio Rúbio)

Sentei-me e chorei a Primavera,
o Inverno, o Outono, o Verão.
Por que não ouvira o amigo?
- "Olhos atentos, pés no chão". (Cláudio Rúbio)

Amizade, quando é verdadeira,
nos avisa quando é ilusão
o sonho de uma vida inteira.
- "Olhos atentos, pés no chão". (Cláudio Rúbio)

Primavera
Festas das cores
Sonho da semente
A dor da ilusão:
Atiremo-la ao vento
perfumado de sonhos! (Ruth Iara)

Vera a prima, olhando pela janela
Vendo um mundo florido
Saltou da cama já bela
Gritando para o mundo:
Adivinhem? Chegou a primavera! (Regis Dornelles)

Seria ilusão pensar
Que escrevo igual a ti
Tento esta humilde trova,
Cansada de me iludir. (Dudinha)

Os seus olhos me olhando
Muito atentos desta vez
Você me chama de boba
E eu te amando em inglês. (Mafalda)

Mirei naquele futuro
Destino pensei que fosse
De miragem era feito:
Acabou-se o que era doce. (Mafalda)

Sonhei que falava com Deus
E no sonho respondia:
'Não precisa ser poeta!
Faça só engenharia?... (Mafalda)

Venta muito no outono
E eu abrigo uma quimera
Que o globo revirasse
E já fosse primavera (Mafalda)

magaly pediu-me uma trova
e eu fazer trova não sei
pelo menos aqui está uma prova
de que, por magaly, eu tentei. (Telinha)

Seus olhos doces e calmos
Me enchem de sentimento:
Tão perto da minha alma!
Vai longe meu pensamento. (Teruska)

Seus olhos fogem de mim.
Correndo do que é seu
Pisando no meu amor
Sem saber o que perdeu. (Teruska)

De que são feitos os teus sonhos?
Os meus são cheios de mel.
Açúcar e canela a gosto
Farinha de trigo a granel. (Teruska)

Meu amor perdeu seus sonhos
Numa curva do caminho
Se encontrá-los primeiro
Jogo dentro de um moinho. (Teruska)

Não é possível que alguém
Perca os sonhos deste jeito.
Ou ele não sabe sonhar
Ou tem uma pedra no peito. (Teruska)

Na primavera eu amei.
No verão eu esqueci.
No outono eu peguei,
No inverno eu devolvi. (Teruska)

Seus olhos são cor dos sonhos
Que levo dentro do peito.
Como um segredo guardado
Doidinho pra ser desfeito. (Teruska)

Eu queria ser um sonho
A dor e a alegria, porque
Se eu fosse um pouco de tudo,
Seria tudo em você. (Teruska)



Os quatro primeiros concorrentes terão direito a um dos seguintes DVDs:

1 ) Chocolate, com Juliette Binoche, Johnny Depp, Judy Dench

2 ) As horas, com Nicole Kidman, Julianne Moore ,Merryl Streep

3 ) Garota, interrompida, com Winona Raley. Angelina Jolie

4 ) Terra de ninguém, com Branko Djuric, René Bitorayac, Filip
Simon Callow, Katrin Cartlidge



E animação, minha gente, ainda há uma semana para quem quiser concorrer. Até quinta-feira da semana vindoura, receberemos mais trovas. De sexta-feira em diante, teremos a votação. Veremos, então, qual é o melhor autor de trovas desta paróquia.


Tchan, tchan, tchan!!!
Tchan, tchan, tchan!!!

publicado por Magaly Magalhães às 10:56 PM
Comments:
<$BlogCommentBody$>
<$BlogCommentDeleteIcon$> (0) comments
Postar um comentário