Divulgar idéias próprias, combater o discurso invertido corrente, aprender a dividir, expor sentimentos,
trazer poesia ao dia-a-dia, eis a abrangente ação deste veículo de idéias. De tudo, um pouco - minha meta.
 

online


envie-me um



Links:

Imagens e Palavras
Sub Rosa v.2
Meg
Xico
Cora Ronai
Flavia
Divagando
Carminha
Subrosa
Claudio Rubio
Lou
Laurinha
Matusca
Suely
Claudia Letti
Aninha Pontes
Valter Ferraz
Telinha
Giniki
Teruska
Helo
Fal
Dudi
Fer
Lord Broken Pottery
Nelson da praia
Marco
Arquimimo
Angela Scott
Dauro
Bia Badaud
Angela do Mexico
Andre Machado
Aurea Gouvea
Ruth Mezeck
Ronize Aline
Ane Aguirre
Elis Monteiro
Cath
Wumanity
Telhado de Vidro
Beth
Milton Ribeiro
Stella
Veronica
Renata
Lucia
Thata
Zadig
Lamenha
annemsens
Cesar Miranda
Paulo Jose Miranda
Eiichi
Li Stoducto Stella Ramos Santos





Arquivos
Junho 2002
Julho 2002
Agosto 2002
Setembro 2002
Outubro 2002
Novembro 2002
Dezembro 2002
Janeiro 2003
Fevereiro 2003
Março 2003
Abril 2003
Maio 2003
Junho 2003
Julho 2003
Agosto 2003
Setembro 2003
Outubro 2003
Novembro 2003
Dezembro 2003
Janeiro 2004
Fevereiro 2004
Março 2004
Abril 2004
Maio 2004
Junho 2004
Julho 2004
Agosto 2004
Setembro 2004
Outubro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007




Design de
Rossana Fischer










28.2.06
 


Reflexões de Bernard Cid
www.pinturasbrasileiras.com.br


Dei outra folguinha a mim mesma para vir até aqui. Sinto muita falta de tudo e de todos, mas, por enquanto, só posso contar com essas visitas furtivas. Ainda estou com meu tempo todo comprometido, meus nervos sobrecarregados, minhas esperanças abaladas.
Mas vamos lá. A vida tem desses expedientes para todos. Nosso papel é saber aceitá-los.

Sabem? Faço 79 anos na terça que vem, 7 de março. Eu havia pensado em uma festa melhor do que a do ano passado com música, vídeo e outras animações. Não haverá nada enquanto meu velho estiver doente. Nos 80 anos, em 2007, providenciarei meios de pagar esta dívida. Vamos botar pra quebrar, gente. Finalmente, não é tão comum atingir esta idade.
Mas de uma coisa não dispenso vocês. Quero mensagens de parabéns, muitos abraços, quero sentir vocês perto de mim. Combinado? Ando meio carentinha.

Lanço, então, mão do mesmo recurso usado no post anterior: solto outros poeminhas para não ficar tão em dívida com vocês.

Para não deixar cair a peteca, um momento meu de paz com a natureza:


ENCANTAMENTO


Enfim u´a manhã clara e radiosa!
O sol doura folhas, flores, caminhos,
Regatos, até humanos anseios
E os converte em paisagem luminosa.

Logo decido ansiosa demais:
Serei peça deste cenário idílico
Serei um raio desta luz gentil
Serei o hálito desta terra ou mais


Comigo, devaneios, alegria
Não estarei só, múltipla serei
Ao juntar minha voz às vozes dos
Seres míticos. Mística euforia!

A luz perdura, e o encantamento
É a tônica deste enlevo mágico
No qual, inebriada, me indago
Da fugacidade dos bons momentos.

1999 / Rio


E, num de meus momentos de reflexão, me saiu este sonetinho:


AMOR AMANTE

É a hora da aurora
é a aurora do instante
que sutil se incorpora
ao tempo do amor-amante

É a hora da visão
é a visão do exato
poder do amor em ação
gerando vida num ato

Que paire sobre os amantes
a consciência dos passos
dados em febris instantes

Vida é termo sagrado
fruto de plano divino
Que se lhe dê fino trato...

1999 / Rio

publicado por Magaly Magalhães às 11:47 PM
Comments:
<$BlogCommentBody$>
<$BlogCommentDeleteIcon$> (0) comments
Postar um comentário